Elisabelferriche's Blog

agosto 15, 2012

A felicidade aos 50

Mulher de 50

Depois de anos de casamento, vem o divórcio e traz à tona distintos sentimentos, e um deles, principalmente no caso das mulheres, é a insegurança. Ainda mais para aquelas que querem refazer sua vida amorosa e estão em busca de um novo amor. Com experiência de sobra e uma boa dose de autoestima, especialistas garantem que as mulheres maduras estão com tudo e podem, sim, ficar prosas.

O novo, geralmente, traz consigo um pouco de medo, insegurança, principalmente quando o assunto é o amor. Segundo a sexóloga e professora da Universidade Aberta à Maturidade da PUC-SP Ana Canosa, no caso das mulheres mais velhas isso é ainda mais comum. “Elas sabem que existem menos homens. Além disso, são inseguras por causa do envelhecimento e, sabem, também, que há mulheres mais jovens disputadas por homens nessa faixa etária. Porém, elas têm um ponto positivo, que é a maior experiência. Elas têm que ter consciência que são desejadas ainda.”

Mas todos esses medos e incertezas podem deixar de existir, caso essas mulheres saibam exatamente o que buscam na relação – se é um parceiro ou um companheiro para viver junto. De acordo com Canosa, quando isso acontece, a mulher se sente mais segura. “O que eu acho importante é que ela perceba a si própria. O que ela deseja nessa relação? Ela quer um parceiro ou um homem para coabitar, para viver junto. Quando ela sabe o que ela deseja, ela vai para a relação mais segura, mais confiante”.

A especialista explica ainda que as mulheres dessa faixa etária devem pensar primeiramente no próprio bem estar antes de buscarem um novo relacionamento. “Elas têm que cuidar do bem delas, ter projetos de curto e médio prazo, ter lazer. Quando elas estão bem assim, isso gera mais segurança. Elas vão para a relação gostando mais de si, com encantamento, mais brilho Estar bem consigo mesma vai acabar refletindo no seu jeito de ser, de se vestir”.

A beleza e a vaidade também ajudam, mas não são fundamentais se a mulher esbanja confiança, garante a sexóloga e coordenadora do Núcleo de Sexualidade Humana da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Regina Moura. “Será que é mesmo necessário ser linda e maravilhosa para encontrar alguém que a ame? Claro que não, basta que ela seja “dona de si”. Mas é claro que sentir-se bem com a própria imagem ajuda bastante na autoestima. E quando a autoestima ‘está em alta’, tudo vai bem”.

Mais aceitação e menos ilusão. Esse é o conselho essencial que Regina Moura dá para as mulheres maduras de hoje. “A felicidade não está em encontrar um parceiro, mas sim na própria mulher. Chegar aos 50 anos construindo castelos, como algumas mulheres faziam na adolescência, é altamente frustrante. Pode parecer exagero, mas muitas mulheres – divorciadas, viúvas ou solteiras -, ainda têm expectativas semelhantes, colocando todas as possibilidades de felicidade na figura do seu “salvador”. A felicidade está em nós, e não no outro”, finaliza ela.

Fonte: Mais de 50

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: